Home Destaque Quase 350 pessoas morreram em acidentes nos fins de semana em SP em 2017

Quase 350 pessoas morreram em acidentes nos fins de semana em SP em 2017

4 primeira leitura
0
4
561

O governo de São Paulo registrou 347 mortes em acidentes ocorridos nos fins de semana de 2017 na capital paulista. O número representa 39,3% dos 883 óbitos registrados no trânsito da cidade no período.

A maioria das vítimas era composta de jovens. O número de vítimas de 18 a 29 anos salta de 29% durante a semana para 44% no sábado e no domingo.

O entregador Daniel Igor David quase virou estatística. Ele bateu com a moto num caminhão. O susto não o afastou da profissão. A diferença é que hoje ele pilota mais devagar. “Vou lá, tranquilo, faço entrega, volto, pego outro sem me expor ao risco de sofrer outro acidente.”

Pedestres

Os pedestres são as maiores vítimas. Em todo o ano passado, 395 pedestres morreram, 1,5% a mais do que no ano anterior. Em 2016, foram registradas 389 mortes de pedestres.

No ano passado, foram aplicadas 8.476 multas por desrespeito a faixa de pedestres, de acordo com informações do site Mobilidade Segura, da Prefeitura de São Paulo.

Os motociclistas aparecem na segunda posição do ranking com 306 mortes. Em 2016, os motociclistas contabilizaram 311 óbitos.

A maior redução no número de mortes foi registrada entre os ocupantes de automóveis. Em 2017, foram 103 óbitos contra 153 em 2016, uma redução de 32,7%.

Já os acidentes com mortes envolvendo ciclistas aumentaram 48% em 2017. Foram 37 ciclistas mortos contra 25 em 2016.

Já o mês de dezembro de 2017 teve 77 mortes, uma redução de 10,5% se comparado com o mesmo período do ano anterior.

Estado

Em todo o estado, foram registradas 5.645 mortes em acidentes de trânsito em 2017. O número representa uma redução de -1,4% na comparação com 2016.

Os motociclistas lideram o ranking estadual. Em 2017, 1.900 motociclistas morreram no estado, o que representa um aumento de 9,4% na comparação com 2016, quando ocorreram 1.737 mortes.

Os pedestres correspondem a 28,3% das vítimas no trânsito. Foram 1.596 fatalidades no estado, aumento de 7,2% na comparação com o ano anterior, que teve 1.489.

Os idosos com mais de 60 anos (34,4%) são as principais vítimas de atropelamentos e 54,8% das ocorrências estão concentradas nas vias municipais.

As fatalidades envolvendo ocupantes de automóveis tiveram redução de -6,6% na comparação com 2016. Ao todo, foram registradas 1.335 fatalidades em 2017, contra 1.429 no período anterior.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Repórter do Dia
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Maio Amarelo: Um mês dedicado à conscientização no trânsito.

O Movimento Maio Amarelo nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o a…